Harry Potter e a Pedra Filosofal – Filme 1

Imagem retirada do site verfilmesonlinegratis.tv
Imagem retirada do site verfilmesonlinegratis.tv

Ooii pessoal! Hoje vamos falar um pouco mais de Harry Potter, como falamos dos livros, esta semana está reservada para falar sobre os filmes!! Começaremos falado de Harry Potter e a Pedra Filosofal.

Eu me lembro como se tivesse sido ontem a primeira vez que assisti ao filme. Estava no colégio, na terceira série, e chovia, o que significava nada de recreio, ou seja, sem parquinho (=’/), então minha professora chamada Marcia decidiu passar um filme, me lembro que tínhamos que decidir entre Harry Potter – um filme de um tal bruxo órfão com uma cicatriz – e Meu cachorro Skip. Decidimos assistir Harry Potter obviamente. 

Depois que assisti, este filme passou a ser meu favorito, pedi para minha mãe comprar e descobri que meu primo também gostava, e um lindo dia ele começou a ler para nós dois os livros da série. Estes momentos foram os melhores do melhores que já tive.

Mas enfim, vamos ao que interessa.

Vocês podem conferir a resenha da história clicando aqui.

Esse post contém spoilers sobre a saga, então não continue a ler se você não conhece a história e deseja não saber sobre seus desdobramentos.

Imagem retirada do site linkrandom.blogspot.com
Imagem retirada do site linkrandom.blogspot.com

Vou dividir em três partes:

Começo: Bem, Dumbledore deixa Harry na porta dos tios na Rua dos Alfeneiros para que fique sob custódia deles,  até aí eu não vi muito o que tirar ou acrescentar, Hagrid chegando com o Harry, Minerva observando os Dursley,  Dumbledore tomando o cuidado para que nenhum trouxa os vejam, foi perfeito e super com sentido. Aí depois mostra Harry já grande, eu iria achar interessante divulgar que ele já fazia algumas coisas fora do comum, mas aí ao mesmo tempo o elemento surpresa seria estragado.

Em um belo dia, Harry, ao pegar as cartas na caixa do correio, vê uma carta endereçada a ele, porém assim que o tio descobre fica totalmente estupefato e não o deixa abri-la.

Retirado do site headoverfeels.com
Retirado do site headoverfeels.com

Contudo, o que tio Walter não esperava é que não fossem mais parar de chegar cartas e mais cartas ao Harry, até o dia que fica cansado e leva a todos para um lugar super afastado de qualquer coisa. E mais uma vez é surpreendido por um sujeito gigante que entra no lugar onde estão hospedados a procura do Harry, que se assusta quando este sujeito chamado Hagrid o diz que ele é um bruxo. Apesar de ficar um pouco cético com relação a esta notícia,  por conta de sua curiosidade e ansiedade por se ver livre dos tios e primo, ele segue o grandalhão.

Eu não vi muita diferença entre o livro e o filme por estas partes, a não ser por um parte ou outra que são mais detalhadas no livro, pode-se dizer que é quase totalmente fiel.

Retirado do site magicalness.tumblr.com
Retirado do site magicalness.tumblr.com

Depois de Harry fazer compras de tudo o que pedem em sua lista de material, no Beco Diagonal, Hagrid o leva à estação King Cross para pegar o Expresso de Hogwarts, 5972. 

Eu só queria que tivesse a parte dos gêmeos já dentro do trem, é bem legal. Eu acho que deveria ter mais fidelidade com o livro nesta parte do filme, a do Expresso de Hogwarts. 

Meio: Harry chega à Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e é selecionado para ficar na casa da Grifinória, junto com seu mais novo amigo Rony Weasley. E juntos começam a aventura que é estudar na escola.  Minha opinião é que tivesse mais enfoque nas aulas, tipo Herbologia e Defesa contra as Artes das trevas, mas isso é detalhe.

Retirado do site fanpop.com
Retirado do site fanpop.com

Depois que descobre que tentaram roubar algo do cofre 713 do banco de Gringots, Harry fica intrigado com o fato de ter sido o mesmo cofre que tinha ido com Hagrid e fala para seus amigos, que vão em busca de respostas. Depois de pesquisar e pensar em quem que poderia ter tentado roubar a Pedra Filosofal eles acharam que pessoa que tentou foi o Snape.

Eu gostei do jeito que conseguiram deixar esta parte sucinta e muito auto explicativa.

Durante isso tem a parte do Trasgo que foi perfeita, e o Quabribol que é, de longe, minha parte predileta do filme. Os efeitos especiais são muito bons.

Fim: Depois de juntarem os fatos e localizarem onde está a pedra e o dia que ” Snape” tentaria roubá-la, Harry, Rony e Hermione vão tentar impedi-lo.

Eu não entendi por que não colocaram a etapas das poções, depois que eu li sobre isso, fiquei super curiosa para ver.  Mas… 

Retirado do site fofocas-literarias.blogspot.com
Retirado do site fofocas-literarias.blogspot.com

O xadrez foi espetacular, o Rony dizendo: ” Não sou eu nem a Hermione, é você Harry!” Ou a Hermione dizendo: “Eu? Livros e inteligência, existem coisas mais importantes que isso”,  eu amo esta parte.

Quando Harry descobre quem de fato tentou roubar a  pedra, é uma parte muito boa também. E o confronto entre os dois. Então tudo se resolve e Grifinória ganha a taça das Casas.

Não tenho muito o que falar do filme, porque em minha opinião,  foi muito bom mesmo.

Partes que gostei: Chegada em Hogwarts pelos barcos; Quadribol; Xadrez.

Partes que faltaram: Na floresta proibida,  por que o Neville não estava junto, sendo que ele também estava na cabana do Hagrid? Outra parte, é que deveriam fazer mais conta dos centauros. O adeus ao Norberto na torre de Hogwarts. A etapa das poções.

Partes que eu não gostei: hahaha não tem xp

Adorei os atores, a direção e a fotografia do filme. E se eu tivesse lido o livro antes de assistir ao filme, eu acho que minha opinião seria a mesma.

Assista ao trailer:

Esperem para mais dos filmes de Harry Potter, cada dia da semana divulgaremos um.

Obrigada, 

Bruu
Bruu

Pesquisas recentes:

Filme bruu, assistir harry potter filme 1 e a pedra filosofal, harry potter filme
Bruu

Bruu

Viciada em leitura, mas apaixonada por números, o ápice da contrariedade. Tem uma queda maior por romances e finais felizes, mas ama as lágrimas que os livros de drama causam. A meta do ano é publicar um livro próprio. A meta da vida é viver e ler, mesmo quando não puder mais.
Bruu

Bruu

Viciada em leitura, mas apaixonada por números, o ápice da contrariedade. Tem uma queda maior por romances e finais felizes, mas ama as lágrimas que os livros de drama causam. A meta do ano é publicar um livro próprio. A meta da vida é viver e ler, mesmo quando não puder mais.

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!