Boku no Hatsukoi wo kimi ni Sasagu

Imagem retirada do site toho.co.jp
Imagem retirada do site toho.co.jp

Olá pessoal tudo bem?

Hoje eu trouxe mais um mangá que me emocionou muito… Chorei!

Um mangá que recebeu o prêmio de melhor manga na categoria Infanto Juvenil no Japão em 2007 (小学館漫画賞).

Boku no Hatsukoi wo kimi ni Sasagu de Aoki Kotomi – 僕の初恋をキミに捧ぐ-青木琴美

O personagem principal é o Takuma Kakinoki (垣野内逞). Desde pequeno ele enfrenta problemas bem delicados de saúde, pois tem problema do coração. Não podendo fazer nenhum tipo de esforço físico, ele fica apenas na vontade de brincar como as outras crianças. Mas ele não mostra esta fraqueza e decide não chorar, pois, se chorasse, ele sabia que iria deixar seus pais mais tristes ainda…

A Mayu Taneda (種田繭) é uma garotinha muito extrovertida, decidida e corajosa. Desde pequena ela é a amiguinha do Takuma. Faz companhia para ele, estuda junto com ele, brinca com ele (dentro do limite que Takuma pode brincar)… Mega companheira. Ela é a filha única do médico que acompanha o tratamento do Takuma e sempre está no hospital acompanhando-o.

A história é narrada na maioria das vezes do ponto de vista do Takuma e de vez em quando aos olhos da Mayu também.

Quando era muito pequena, Mayu soube que o Takuma somente conseguiria sobreviver até os seus 20 anos de idade. Ao descobrir isso, ela entra em pânico e corre atrás de maneiras para poder salvar seu amiguinho. Um dia ela ouvi dizer que se encontrasse o trevo da sorte, poderia realizar qualquer desejo. 

Em um certo dia, o casalzinho procura, procura e procura, até tarde da noite, um trevinho, pois a Mayu queria encontrar um para realizar o sonho de Takuma de ser um astronauta e poder ir ao espaço junto com ele. Apesar do esforço, eles não conseguem encontrar. Mayu começa a chorar desesperadamente, pois o pânico do seu Takuma morrer era muito grande. Então, para acalmá-la, Takuma lhe dá um selinho e faz uma promessa, dizendo:

“Eu não preciso ser exatamente um astronauta, mas em troca disto eu quero que você seja a minha noiva”

A Mayu leva isto muito a sério e decide ser a noiva de Takuma! (Eita menina decidida!)

O tempo passa e o Takuma consegue alta do hospital, com a condição de ter que passar no hospital a cada 2 dias. Nesta época os dois já têm 12 anos de idade. Takuma volta a escola junto com a Mayu e nesse momento ele já não a considera como uma simples amiguinha, e sim um amor…. de criança, mas muito sincero.

Como eles já estão no último ano do ensino fundamental (no Japão, o 6° Ano), eles vão juntos com a turma da sala para um passeio. E é nessa viagem que ele aprofunda mais o seu amor pela Mayu, mas que descobre que sua vida tem um prazo determinado. 

Após Takuma descobrir que seu tempo é limitado, ele começa a fazer tudo o que quer e tomar decisões que, ao seu ver, é o mais correto… será? Ele decide prestar vestibular para uma Escola de Ensino Médio de Internato. Sua mãe é contra, e achando que seu filho decidiu isto porque a Mayu iria nessa Escola, acaba indo atrás da Mayu para pedir para ela tirar esta ideia da cabeça do seu filho.

O fato é que o Takuma estava prestando vestibular para esta escola para se afastar da Mayu, pois para ele não adiantava estar ao lado dela sabendo que um dia ele seria um ser para ser lembrado e fazer a sua amada chorar… Aliás, aqui ele percebe que o único motivo que faz a tão valente Mayu chorar era ele. . . 

Mas a Mayu também não é uma tonta e nem burra, ela corre atrás, presta o mesmo vestibular e entra em primeiro lugar. E o Takuma? Em Segundo! Ele só descobre isso quando a Mayu é chamada ao palco para representar os novatos na cerimonia de abertura do novo ano letivo… Mas porque ela está aqui? Já sentiu a emoção?

Para falar sobre a historia deles, de tristeza, desencontros, desafios e também da força do amor e o sentimento de um para o outro, demoraria um pouco e me empolgaria também. Sem contar que a autora também mostra o sentimento da família do Takuma. Aliás, a parte que chorei quando li o manga (sim, chorei lendo manga) é a conversa do Pai do Takuma com seu filho. O pai dele diz “Se necessário, nunca preciso te encontrar, pois a melhor coisa para mim é saber que você esta VIVENDO e FELIZ”. Não posso contar o porque dessa frase… se não vou acabar falando spoilers!

O Mangá teve uma adaptação para uma versão em filme, que lançou em 2009. Tudo bem que tiveram que fazer várias modificações para o filme que não gostei, mas não deixa de ser emocionante… Nada comparado aos 12 volumes (versão japonesa), maaaas… está legal!

Muito obrigada gente!

Sorteio rolando no Facebook! Bienal chegando! Novidades também!

Muito ânimo para o 2° semestre!

Fiquem à vontade para sugerir, perguntar, opinar!

Obrigada por nos acompanharem!

Um bom final de semana! 

Lih*

Lih
Lih

 

Tipo: Shôjo

Genero: Romântica, Drama,Vida Escolar

Ano de lançamento mangá: 2005

Ano de lançamento filme: 2009

Imagem de destaque retirada do site kaseioukoku.jugem.jp

 

Lih
Lih

Últimos posts por Lih (exibir todos)

2 comentários em “Boku no Hatsukoi wo kimi ni Sasagu

  • 12 de agosto de 2014 em 11:24
    Permalink

    A história parece ser ótima, fiquei muito curiosa. Em drama as produções japonesas são as melhores, precisarei de uma caixa de lenços para acompanhar a história. Parabéns pelo site ;D Bjs!

    Resposta
  • 27 de outubro de 2014 em 01:08
    Permalink

    Olá Isadora! Primeiramente peço desculpas pela demora da resposta!
    Muito Obrigada pelo seu comentário e realmente precisamos de uma caixa de lenços para poder ler esses dramas!
    Vale muito a pena! Mas é muita emoção também!
    Muito Obrigada!

    Resposta

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!