O Doador de Memórias

Imagem retirada do site submarino.com.br
Imagem retirada do site submarino.com.br

Oi, pessoal! Tudo bem?

Hoje eu vou falar do livro O Doador de Memórias da autora Lois Lowry. A história ganhou uma adaptação para as telonas com um elenco que inclui ninguém menos que Meryl Streep e Jeff Bridges. O filme O Doador de Memórias estreia dia 11 de setembro nos cinemas, então, pra quem quiser, ainda dá tempo de ler o livro antes de assistir ao filme. Vamos ao que interessa: a história.

A história se passa no futuro e a sociedade mudou completamente. O começo da história é uma parte introdutória, vamos conhecendo aos poucos essa nova realidade tão diferente da nossa. É necessário um tempo para que se conheça todos os costumes e hábitos das pessoas nesse futuro, mas vou resumir pra você rapidamente algumas coisas. Não considero isso um spoiler, na verdade acho que até vai ajudar se você for ler o livro.

Peço uma coisa logo de cara, esqueça tudo o que você conhece da nossa sociedade. Dito isso, agora podemos continuar. Nesse futuro abordado no livro, as pessoas não têm uma idade precisa; as crianças-novas nascem da Mãe-biológica no Centro de Nascimento, então os Criadores cuidam dessa criança até que chegue o mês de dezembro, onde acontece a Cerimônia de Um (e todas as outras, vou explicar melhor já já). A Cerimonia de Um é quando as 50 crianças-novas, nascidas antes de dezembro, são designadas para uma unidade familiar e recebem um nome. Então tinham crianças que nasceram bem antes da Cerimônia e já estavam até começando a andar, mas também tinham aquelas que nasceram há pouco tempo e só tinham dias de vida. Resumo do resumo, as crianças nascem de uma mãe, são criadas por profissionais até dezembro e depois são entregues para uma unidade familiar (conhecida por nós como família).

Mencionei a Cerimônia de Um e disse que tem outras cerimônias. Agora vou explicar. É assim, em dezembro todos os Um viram um Dois, todos os Dois viram um Três e assim sucessivamente. Isso é o que mais se aproxima da idade de uma criança. Esse processo representa as mudanças pelas quais a criança está passando, as novas responsabilidades que ela vai assumir, coisas desse tipo. Por exemplo, até você se tornar um Sete, você possui um casaco que abotoa na parte de trás, assim você desenvolve a interdependência das crianças, pois elas precisam umas das outras para abotoar o casaco. Mas quando você vira um Sete, você ganha um casaco que abotoa na frente, isso significa que você está desenvolvendo sua independência; e também tem o bolso do casaco, que significa que você já pode ser responsável pelos seus pequenos pertences. Essas regras são bem interessantes e acompanham o crescimento das crianças.

É o que vemos acontecer com Jonas, o personagem que vai nos mostrar essa sociedade tão bem organizada e que vive em um mundo perfeito. Jonas é um Onze, o que significa que, em dezembro, ele passará pela Cerimônia de Doze. A Cerimônia de Doze é algo que deixa muitas crianças angustiadas e ansiosas, pois é ela que define o seu papel na sociedade.

Quando você vira um Doze, você recebe uma Atribuição. São os Anciãos quem escolhem essa Atribuição, por uma análise que eles fazem do comportamento da criança. Podemos entender a Atribuição como uma profissão. Por exemplo, o Pai de Jonas é um Criador, ele é responsável por todas as necessidades físicas e emocionais de cada criança-nova no início da vida. Também citei no começo do texto a Mãe-biológica, essa Atribuição não é muito bem vista, pois a Mãe-biológica só pode ter três crianças-novas, depois ela tem que trabalhar como operária pelo resto da vida adulta até que chegue a hora de ir para a Casa dos Idosos, onde você fica até o dia da sua dispensa. A dispensa de um idoso é uma celebração, conta-se a história da pessoa e depois o idoso segue para a porta especial da Sala da Dispensa. Ser dispensado antes disso é algo ruim, um fracasso e também pode ser usado como punição, é um caso definitivo. A dispensa é um mistério muito grande no livro, pois não se sabe muito sobre ela.

Voltando à história, Jonas está apreensivo com o que os Anciãos vão escolher pra ele como Atribuição. Ele até confessa isso durante o relato noturno dos sentimentos, que é um ritual familiar para contar como você se sentiu em relação a alguma coisa que aconteceu com você.

Enquanto o dia da Cerimônia de Doze não chega, podemos acompanhar mais detalhes da sociedade em que Jonas vive. Por exemplo, não vou revelar como isso acontece, mas um casal não se junta porque as duas pessoas se gostam. Vocês também já devem ter reparado pela forma que eu descrevi a Atribuição de Mãe-biológica e também pela Cerimônia de Um, que os filhos de uma unidade familiar não são legítimos, é como se fosse uma adoção. Está sentindo falta de alguma coisa nessa história? Então vamos falar da Cerimônia de Doze antes que eu fale demais.

Chega o grande dia. Jonas está aguardando para ser chamado e receber sua Atribuição, desejando que seja algo bom. Só que quando chega a vez de Jonas, ele é pulado, ele simplesmente não é chamado. Mas isso foi proposital, pois ele é deixado por último e recebe a Atribuição de Recebedor de Memórias, o que é uma grande honra.

Jonas receberá do Doador de Memórias muito mais do que pensa. Em pouco tempo, ele vai começar a enxergar o mundo em que vive com outros olhos, vai começar a enxergar de forma diferente (literalmente) o que acontece ao seu redor e sua realidade não será mais a mesma, pois tudo o que ele conhece, o mundo perfeito, a sociedade organizada, os costumes, as regras seguidas, todas essas coisas simplesmente começam a parecer erradas agora e ele vai querer mudar isso. A questão é: como?

 

Gostei muito de ler esse livro. Na verdade queria até que ele tivesse mais páginas depois do fim. Falando em querer mais, no post do 1° Grande Evento Paris Filmes eu mencionei que o livro O Doador de Memórias é o primeiro de uma série. A autora Lois Lowry escreveu 4 livros nessa realidade que conhecemos com esse primeiro livro. A ordem certa é: The Giver (1993) – O Doador de memórias; Gathering Blue (2000); Messenger (2004); e Son (2012). É bom deixar claro que não se trata de uma continuação, os livros não são uma sequência com os mesmos personagens, são histórias que se passam na mesma realidade futura que a autora criou.

Enfim, estou muito empolgado para ver o filme, mas já reparei que algumas coisas mudaram bastante do livro para o filme. Vamos ver agora como que vai ser. Se você já leu o livro, conta pra mim o que você achou nos comentários; se está com vontade de ler, comente também!

O trailer do filme:

Quero ver vocês na Bienal hein! Estaremos todos lá!

Obrigado pela atenção, um abraço e até o próximo post (ou até a Bienal hahaha).

Compare os preços deste livro clicando aqui.
Ou veja o preço na loja de sua preferência:
Cultura Saraiva Submarino 
JP
JP

Especificações técnicas:

ISBN: 8580412994

ISBN-13: 9788580412994

Idioma: português

Encadernação: Brochura

Edição: 1ª

Ano de Lançamento: 2014

Número de páginas: 192

Editora: Arqueiro

Fonte: Livraria Cultura

 

Pesquisas recentes:

o doador de memórias trilogia, a trilogia do livro doador de memorias, As sete maravilhas livros ordem cronológica, livro O doador de memórias ordem dos livros, livro o doador de memorias trilogia, lois lowry livros ordem, trilogia doador de memorias, Trilogia o doador de memorias, trilogia o dodor de sonhos
JP

JP

Fascinado pelo Mundo de Magia e Bruxaria criado por J.K. Rowling e louco pelos romances policiais de Harlan Coben, JP está realizando seu sonho de criar sua própria biblioteca em casa e agora sonha em publicar um de seus vários projetos já iniciados. É apaixonado por livros e deseja passar essa paixão adiante, tocando as pessoas com sinceridade, diversão e cultura.
JP

Últimos posts por JP (exibir todos)

JP

Fascinado pelo Mundo de Magia e Bruxaria criado por J.K. Rowling e louco pelos romances policiais de Harlan Coben, JP está realizando seu sonho de criar sua própria biblioteca em casa e agora sonha em publicar um de seus vários projetos já iniciados. É apaixonado por livros e deseja passar essa paixão adiante, tocando as pessoas com sinceridade, diversão e cultura.

5 comentários em “O Doador de Memórias

  • 8 de dezembro de 2014 em 21:36
    Permalink

    como assim não tem continuação? não pode! deveria ser crime uma historia terminar assim e não ter nenhum tipo de continuação..

    Resposta
  • 23 de dezembro de 2014 em 00:20
    Permalink

    Eu já li amei o livro mas achei uma bosta isso de ter livros na sequência que não tem nada a ver achei muito chato isso Pq no fim do primeiro livro vc quer saber o que acontece com o Jonas é como se você colocasse insurgente como continuaçao de jogos vorazes

    Resposta
  • 23 de dezembro de 2014 em 12:29
    Permalink

    Oi Andrew,
    Também não curti muito isso e também esperava uma continuação. Ainda não li os outros livros pra saber se são tão bons quanto O Doador de Memórias, mas em breve farei isso e conto aqui também o que eu achei

    Obrigado pelo comentário =)

    Resposta

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!