Proibido

Imagem retirada do site shoptime.com.br
Imagem retirada do site shoptime.com.br

Oi gente, tudo bom?

Acabei de ler um livro nem um pouco convencional e não podia perder a oportunidade de dividir essa experiência com vocês! Por não convencional eu quero dizer que a história é diferente de tudo que eu já li, e que valeu muito a pena deixar todos os preconceitos de lado e dar uma chance a ela! O nome do livro é Proibido, de Tabitha Suzuma.

Vamos à história então… Ela conta a história de uma família, de Londres, nem um pouco tradicional (mas não de um jeito bom)… No começo, a família consistia em sete pessoas, o pai, um poeta, a mãe e seus cinco filhos, porém em um belo dia o pai decide que não quer mais aquela vida e abandona a sua família (simples assim ¬¬’). A mãe, que nunca foi uma mãe modelo, após o divórcio decide que ela tem o direito de ter sua juventude de volta e começa a agir como uma adolescente, negligenciando suas responsabilidades para com seus filhos. Ela começa a sair todas as noites com o novo namorado, Dave, aparecendo somente em alguns fins de semanas. Além de tudo isso, ela tem problemas com bebida, tendo aparecido alcoolizada em casa diversas vezes, fazendo com que seus dois filhos mais velhos tenham que lidar com a situação.

Enfim, o que eu quero mostrar aqui é que, na parte afetiva, os pais em nenhum momento desempenham o seus papéis como deveriam. A mãe pelo menos paga as dívidas da casa (sob ameaça dos filhos de denunciá-la para a polícia, mas tudo bem). Não preciso nem mencionar a minha indignação em relação a esses pais… Principalmente sabendo das crianças maravilhosas que eles têm.

Bom, vamos conhecer as crianças agora. Os mais velhos são Lochan, 17 anos e Maya, 16 anos. Quando o pai abandonou a família e a mãe começou a jogar tudo pro alto, eles tinham 12 e 11 anos respectivamente e se veem na obrigação de assumir a responsabilidade de criar os irmãos mais novos, já que ninguém se importava com eles.

Lochan é um menino alto de cabelos negros e olhos verde esmeralda (realmente muito bonito e muitas garotas do seu colégio se sentem atraídas por ele); ele frequenta o mesmo colégio de Maya, o Belmont, e está no último ano se preparando para entrar em uma universidade. Seu desempenho acadêmico é impecável, porém sua vida social deixa a desejar… Ele é realmente muito tímido, chegando ao ponto de não conseguir manter uma conversa com uma pessoa que não seja da sua família, por isso ele não tem nenhum amigo.

Maya é alta, pele bem branca, cabelos ruivos olhos grandes e azuis. Ela é inteligente e muito madura para a idade. Diferente de Lochan, Maya possui uma vida social normal para uma garota de 16 anos. A maior parte do tempo em que não está cuidando da casa ou das crianças ela está com a sua melhor amiga, Francie, que é toda espevitada e adora falar sobre garotos.

O outro filho é Kit, de 13 anos. Ele tem o cabelo curto e loiro escuro, com os olhos azuis e está passando por uma fase difícil, obviamente. Ele possui muita raiva por ter sido abandonado pelos pais e por ter que ser criado pelos irmãos mais velhos, e acaba se tornando um jovem rebelde, principalmente quando começa a se envolver com pessoas erradas.

Seguindo com a árvore genealógica, Tiffin é o próximo. Ele é um típico garotinho de 8 anos, super agitado, adora jogar futebol com seus amigos na rua e é muito curioso ! Tem os cabelos loiros um pouco compridos e com os olhos grandes e azuis também.

Por último, mas definitivamente não menos importante, vem Willa, uma doce menininha que adora falar! Ela tem o cabelo loiro, um pouco enrolado e bem comprido e possui também os tão característicos olhos grandes e azuis. Ela foi abençoada pelo fato de ser muito nova quando todo o drama familiar se desenrolou e não lembra como era a vida com a presença do pai, porém ela se lembra da mãe e sente muito a sua falta.

Como eu havia dito, Lochan e Maya se sentem no dever de cuidar dos irmãos mais novos desde que eram apenas duas crianças e entram juntos nessa empreitada. Todos os dias eles têm que cuidar da casa, tomar conta das crianças mais novas (que não é nada fácil), chantagear a mãe para pagar as contas, lidar com os ataques de rebeldia de Kit e, além de tudo isso (como se já não fosse pouco!), eles ainda têm se esforçar nos estudos, pois se recusaram largar a escola (certos eles!!). Realmente não é nada fácil conciliar a vida doméstica com a vida pessoal, como vocês podem ter percebido, porém eles tem um ao outro para enfrentar todas as dificuldades!

Agora eu vou contar uma parte que vocês nunca imaginavam que poderia acontecer! Em um momento da história eles começam a perceber que a relação existente entre eles não se limita apenas à relação de irmão e irmã, ela vai muito mais além disso: eles realmente se amam e querem viver esse amor. Isso mesmo, vocês não entenderam errado, eles começam a se relacionar como namorados! (Essa é a parte central da história!).

Deixa eu explicar melhor a história de como isso aconteceu! Como os próprios Lochan e Maya dizem, eles nunca se sentiram como irmão e irmã, mas sim como melhores amigos, confidentes e porto seguro, porém nunca se permitiram pensar um no outro como outra coisa além de irmãos e amigos. Contudo, uma noite, após um ataque de ciúmes de Lochan, o assunto vem à tona e ambos acabam por perceber que o sentimento existente entre eles é muito mais do que amor fraternal, é um amor em todos os sentidos da palavra. Bom, após terem percebido isso, ambos ficam muito confusos em relação ao que fazer com esse sentimento que é tão presente, tão forte e tão errado ao mesmo tempo! Eles têm muito receio de levar o relacionamento a diante e serem pegos, pois isso culminaria em prisão para os dois e consequentemente as crianças mais novas seriam transferidas para uma instituição do governo, já que os pais não têm a menor intenção de cuidar delas.

Apesar de todos os contras existentes na relação, Lochan e Maya não conseguem mais ficar distantes um do outro; isso é fisicamente e emocionalmente impossível para ambos e então começam a se relacionar como namorados, porém com muita cautela para não serem pegos. O que eu pude perceber é que Lochan é muito mais temeroso em relação ao namoro deles; ele percebe a gravidade daquilo que estão fazendo e propõe diversas maneiras para que fiquem longe um do outro (mesmo que não seja isso o que realmente quer). Maya, por outro lado, é mais impulsiva, e não mede esforços para viver o amor que ela sente por seu irmão, alegando que ambos não estão fazendo mal a ninguém e que não tem nada de errado em um sentimento tão bonito!

Bom, a história retratada no livro é essa. Mesmo tendo um enredo tão polêmico, como vocês podem ter percebido, a leitura é leve, as personagens são envolventes e é o tipo de livro que te prende do começo ao fim da história. Eu realmente recomendo a leitura e com certeza irei ler mais livros dessa escritora.

Veja um vídeo da autora comentando sobre o livro:

Beijos e até a próxima ;*

Compare os preços deste livro clicando aqui.
Ou veja o preço na loja de sua preferência:
Cultura Saraiva Submarino 
Carol
Carol

Especificações técnicas:

ISBN: 8565859363

ISBN-13: 9788565859363

Idioma: português

Encadernação: Brochura

Edição: 1ª

Ano de Lançamento: 2014

Número de páginas: 304

Editora: Valentina

Fonte: Livraria Cultura

A imagem em destaque foi retirada da página do facebook da Editora Valentina.

Um comentário em “Proibido

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!