O Pássaro

O Pássaro Samantha Holtz Livro Capa ResenhaOi gente! Como estão? Aproveitaram bem o fim de semana? Pensa que acabou né? Então para alegrar um pouquinho vou falar de um livro pra lá de bom chamado O Pássaro, da Editora Novo Século.

Me interessei em lê-lo por um dos motivos que me levam a ler outros livros: A capa. A Editora Novo Século publicou em sua página que a segunda edição do livro tinha sido lançada, e eu, claro, fiquei de boca aberta para a nova capa. Foi neste momento que eu falei “Eu preciso ler este livro”.

Depois de um tempo o JP daqui do site me presenteou com este livro, quase chorei quando vi. Fiquei muito muito feliz. E quer saber? A capa não é nada se comparada ao conteúdo. Juro!!

Conta a história de Carolina Montevideu, filha de um barão, que desde criança foi muito curiosa e alegre, dispondo de todos os mimos que pessoas da alta sociedade da época tinham. Porém, seu pai não era nada parecido com ela, um sujeito irritado, ambicioso e muito egoísta, que acabou se estressando quando a menina, com sua imaturidade, solta uma de suas perguntas curiosas, a qual o Barão não sabe responder, principalmente em frente aos convidados, o que o irrita e faz com que, mais tarde naquele dia, ele fizesse Carolina chorar como nunca chorou e mudar sua personalidade e jeito de viver.

Depois deste evento, Carolina segue sua vida sempre questionando as ordem do pai, enquanto a mãe e a irmã tentam colocar juízo em sua cabeça para que a ira do Barão não volte novamente contra ela. Só que ela é osso duro de roer e fica ainda pior quando seu pai, de acordo com as regras da sociedade daquela época, decide casá-la contra sua vontade.

Carolina, quando fica sabendo sobre isso, não aguenta mais, e decide que o lugar onde morava, que sempre teve tudo, mas nunca o quis, não era mais o lugar onde gostaria de viver. Ela queria ser livre para poder viver sua vida de acordo com sua vontade, não à vontade imposta por outros.

Por isso, quando conhece Bernardo, um domador de cavalos que não gosta da alta sociedade como um todo e acaba por menosprezar Carolina, ela tenta mostrar que não é igual aos outros. Mais a frente os dois vão percebendo que a vontade de ambos é parecida e, por mais que a hierarquia os separem, eles têm um ponto em comum: a vontade de ser livre e agir de acordo com suas próprias maneiras. Decidem fugir.

Não juntos para viver um romance, eles não têm este tipo de interesse. Carolina quer saber como fugir das terras do pai, e Bernardo sabe como, porém não tem cavalo para fugir, algo que a menina de família rica tem. Um depende do outro, e esta é a única coisa que precisavam para fugir.

Aí começa a jornada destes dois com muita coisa pra acontecer: perseguição, uma dose de romance, ciganos, drama e muitas revelações que vão fazer com que os dois tenham suas vidas mudadas para sempre.

Eu gostei do livro, numa escala de zero a dez a nota é onze. Fantástico! Samantha Holtz conseguiu escrever o livro de uma forma tão livre e espontânea que você não consegue parar de ler.

A personagem Carolina é a metáfora que nos leva a pensar se nossas decisões estão sendo tomadas por nossa conta ou por outras pessoas, e que de alguma forma, temos de nos aventurar para perseguir nossos caminhos, e muitas vezes acabar abrindo mão do luxo por algo que no princípio parece nebuloso, mas no fim vai se abrir e mostrar uma luz que nos levará ao lugar que estamos procurando.

O livro mostra que a vida é incerta e cheia de obstáculos do destino, basta você se certficar se é forte ou fraco para superá-los.

Espero que curtam o livro!

Obrigadinha

Compare os preços deste livro clicando aqui.
Ou veja o preço na loja de sua preferência:
Cultura Saraiva Submarino 
Bruu
Bruu

Especificações técnicas:

ISBN: 854280287x

ISBN-13: 9788542802870

Idioma: português

Encadernação: Brochura

Edição: 2ª

Ano de Lançamento: 2014

Número de páginas: 368

Editora: Novo Século

Fonte: Livraria Cultura

Pesquisas recentes:

livro o passaro Caroline Montevideu
Bruu

Bruu

Viciada em leitura, mas apaixonada por números, o ápice da contrariedade. Tem uma queda maior por romances e finais felizes, mas ama as lágrimas que os livros de drama causam. A meta do ano é publicar um livro próprio. A meta da vida é viver e ler, mesmo quando não puder mais.
Bruu

Bruu

Viciada em leitura, mas apaixonada por números, o ápice da contrariedade. Tem uma queda maior por romances e finais felizes, mas ama as lágrimas que os livros de drama causam. A meta do ano é publicar um livro próprio. A meta da vida é viver e ler, mesmo quando não puder mais.

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!