Não Há Segunda Chance

Resenha Não Há Segunda Chance Harlan Coben Livro CapaOi, pessoal! Tudo bem? Espero que sim! Vim falar hoje sobre mais um livro do Harlan Coben (eeee!!). O livro Não Há Segunda Chance também faz parte do Projeto Harlan Coben De Novo, que, para quem não conhece, é meu projeto de reler os livros do Harlan para poder contar aqui para vocês. Tem sido muito legal reler os livros, estou amando!

A história de Não Há Segunda Chance é sobre um doutor chamado Marc Seidman. Marc é casado com Mônica e juntos tiveram uma filha chamada Tara. O casamento não ia lá muito bem, Mônica ficava triste com frequência, chorava; Marc até perguntava o que era, mas não fazia muita questão de ajudar. E de repente um acontecimento trágico mudou a vida de Marc.

Marc estava em casa quando levou um tiro no peito e outro tiro passou raspando pela sua cabeça, logo em seguida ele perdeu os sentidos. Marc acordou alguns dias depois em um hospital. Uma doutora entrou no quarto e deu o diagnóstico de Marc. Muitas pessoas acharam que ele não iria sobreviver devido ao estado em que chegou ao hospital.

Depois um detetive chamado Bob Regan, que entrou no quarto junto com a doutora, fez algumas perguntas para Marc. Mas Marc também tinha perguntas, ele não sabia o que tinha acontecido com Mônica e Tara. Após insistir para que o detetive dissesse onde elas estavam, Regan revelou que Mônica estava morta e que Tara não estava na casa quando a polícia chegou lá e também não estava com nenhum familiar.

Marc ainda permaneceu no hospital por mais alguns dias para se recuperar e no dia em que recebeu alta, recebeu também uma ligação. Era seu sogro, Edgar Portman, que queria falar urgentemente com ele. Quando os dois se encontraram na casa de Edgar, este revelou o que queria tanto falar. Edgar havia recebido um tufo de cabelo e um pedaço de uma roupa. Esse pedaço de roupa pertencia ao macacão que Tara usava no dia em que Marc foi baleado e os cabelos, não se podia dizer ao certo só olhando, mas Marc tinha certeza que também pertencia a sua filha. Um celular e um bilhete também foram enviados. O bilhete era um pedido de resgate, solicitando dois milhões de dólares.

Edgar Portman providenciou o dinheiro. O bilhete era claro, Marc não deveria entrar em contato com a polícia para pedir ajuda, pois os sequestradores tinham um informante infiltrado. Eles ligariam para Marc para marcar o local de encontro, pegariam o dinheiro e entregariam Tara.

Um tempo depois, Marc foi para sua casa com a mochila contendo o dinheiro e quando chegou lá, se deparou com o detetive Regan e com o agente especial Lloyd Tickner, do FBI. Mais perguntas foram feitas, mas algo estava diferente agora. Ao que tudo indicava, a polícia e o FBI suspeitavam que Marc era o culpado pela morte de sua esposa e pelo sequestro de sua própria filha para que ele conseguisse extorquir dinheiro de seu sogro.

Marc decide então ligar para Lenny, um grande amigo e também advogado. Lenny já havia avisado Marc para não falar com a polícia sem a presença dele, pois a polícia o teria como suspeito, como geralmente acontece, mas Marc não deu ouvidos. 

O celular enviado pelos sequestradores tocou e Marc saiu de perto dos policiais para atender. O encontro foi marcado, seria ainda naquele dia e Marc teria que chegar lá em duas horas. Lenny chegou e Marc o atualizou sobre o que tinha acontecido, inclusive sobre o pedido de resgate. Lenny sugeriu que Marc pedisse ajuda da polícia e Marc já estava pensando nessa possibilidade, então foi isso que ele fez.

Juntos eles bolaram um plano e a polícia ajudaria no resgate de Tara. Marc foi ao local informado e seguiu todas as instruções. Um homem veio retirar a mochila com o dinheiro e depois começou a se afastar. Ele entrou em uma van, que deu partida e desapareceu. alguns minutos depois o celular tocou e Marc ouviu algo que fez seu sangue gelar: “Eu avisei para não envolver a polícia. Sem segunda chance”. Então a linha ficou muda.

O tempo passou, um ano e meio para ser mais específico, e nenhum sinal de Tara. Nenhum sinal dos sequestradores. Tara deveria estar morta já, se é que estava viva quando o resgate foi solicitado. Os sequestradores poderiam ter apenas enviado um pedaço da roupa e fios de cabelo, mas o que garantia que Tara estava viva? 

Até que um dia, quando Marc levou seu pai para dar uma volta, Edgar se o encontrou e se aproximou para conversar, então revelou “Recebi outro pedido de resgate”. Novos fios de cabelo foram enviados e Edgar levou a um laboratório para um teste de DNA. Os testes preliminares indicavam que o cabelo pertencia a uma criança de aproximadamente dois anos de idade, e pertenciam à mesma criança de um ano e meio atrás. Os sequestradores queriam mais dois milhões de dólares e avisaram novamente para não envolverem a polícia.

O que será que Marc vai fazer? A polícia ainda suspeita que ele tenha algum envolvimento na morte Mônica e no sequestro de Tara. Marc também repara que uma pessoa misteriosa fica observando sua casa. Para piorar a situação, o grande amor da vida de Marc retorna, e para a polícia, parece que foi algo combinado. Será que Marc realmente armou tudo isso? Teria ela colocado a própria vida em risco, encomendado a morte de sua esposa e o sequestro de sua filha apenas para ser feliz com um grande amor de anos atrás? Só lendo para descobrir, pois eu não vou contar. Mas adianto que a história é surpreendente e cheia de revelações de deixar o queixo caído!

 

Demorei um pouco mais para ler esse livro do Harlan. De todos os que eu reli, esse foi o que eu mais demorei. Mas me envolvi bastante com a história e queria saber logo o fim, pois eu não lembrava muito bem, já que li o livro há muito tempo. Recomendadíssimo também! Sou suspeito para falar do Harlan né? A única coisa que eu criticaria é que eu achei que o livro dá muitas voltas, mas talvez isso tenha sido necessário. Foi isso que me cansou um pouco na hora da leitura e fez com que eu levasse um pouco mais de tempo para terminar, mas lá pro fim as coisas esquentam, meu povo hahahaha.

É isso, pessoal (sempre escrevo muito quando falo sobre os livros do Harlan, né?). Vou deixar aqui minha avaliação para este livro e não esqueçam que vocês também podem avaliar, caso já tenham lido o livro. Quantas estrelas vocês dão para Não Há Segunda Chance?

Minha avaliação:

A avaliação de vocês:

 

Sintam-se livres para comentar, compartilhar, divulgar e convidar todos os seus amigos fãs de Harlan Coben para que eles comentem aqui o que ele acharam da história. Obrigado pela atenção, um grande abraço e até o próximo post!

Compare os preços deste livro clicando aqui
Ou veja o preço na loja de sua preferência:
Cultura Saraiva Submarino
JP
JP

Especificações Técnicas

Especificações técnicas:

ISBN: 857581253X

ISBN-13: 9788575812532

Idioma: português

Encadernação: Brochura 

Edição: 1ª

Ano de Lançamento: 2007

Número de páginas: 382

Editora: Benvirá

Fonte: Livraria Cultura 

Pesquisas recentes:

RESENHA Não Há Segunda Chance, livro não há segunda chance resenha, nao há segunda chance
JP

JP

Fascinado pelo Mundo de Magia e Bruxaria criado por J.K. Rowling e louco pelos romances policiais de Harlan Coben, JP está realizando seu sonho de criar sua própria biblioteca em casa e agora sonha em publicar um de seus vários projetos já iniciados. É apaixonado por livros e deseja passar essa paixão adiante, tocando as pessoas com sinceridade, diversão e cultura.
JP

Últimos posts por JP (exibir todos)

JP

Fascinado pelo Mundo de Magia e Bruxaria criado por J.K. Rowling e louco pelos romances policiais de Harlan Coben, JP está realizando seu sonho de criar sua própria biblioteca em casa e agora sonha em publicar um de seus vários projetos já iniciados. É apaixonado por livros e deseja passar essa paixão adiante, tocando as pessoas com sinceridade, diversão e cultura.

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!