Carol (livro e filme)

Resenha Carol Patricia Highsmith Livro CapaOlá, pessoal, tudo bom? Hoje vim conversar sobre Carol, um livro que, no mínimo, é impactante. Foi publicado originalmente em 1952, recebendo uma versão cinematográfica só em 2015, depois de 63 anos (sim, fiquei chocada com tanta demora). Está concorrendo aos prêmios de Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Fotografia do Oscar deste ano.

Ele nos conta a história de Therese, uma jovem muito sonhadora, que se sustenta com trabalhos temporários, mas sonha em se tornar uma respeitável cenógrafa. Possui um discreto namoro com Richard, e no momento trabalha em uma loja de departamentos em Nova York. Em um dia normal de trabalho, ela se depara com uma figura muito elegante, como ela própria descreve, uma mulher com “olhos cinzentos, claros, e, no entanto, dominadores, como luz ou fogo”. A mulher pergunta sobre algumas valises que estão na vitrine e decide comprar uma delas.

Mesmo depois de fechar a venda e se despedir da cliente, Therese não consegue tirá-la da cabeça. Então decide enviar um cartão de natal, algo formal como se fosse enviado pela loja, uma tentativa de se aproximar mais da cliente. A mulher retorna com um telefonema e a convida para sair, para se conhecerem melhor. Ela finalmente se apresenta como Carol, recém-separada e mãe de uma filha, a pequena Rindy.

Elas continuam se encontrando com frequência e flertando discretamente, mas as coisas se complicam quando Harge, ex-marido de Carol, percebe que há alguma coisa entre as duas. Como estão em uma briga judicial pela guarda de Rindy, Harge vê no envolvimento das duas uma oportunidade para ganhar vantagem no processo. Ao mesmo tempo em que Richard, ao saber dos encontros das duas, fica extremamente revoltado, achando que esse é apenas uma paixonite passageira, aguçada pela curiosidade da garota. Eles terminam o namoro, mesmo com toda a insistência de Richard para que ela esqueça Carol e se case com ele.

Em um momento da história, Carol decide fazer uma viagem com Therese rumo ao Oeste. Algo sem destino, como uma grande aventura. Isso só fortalece mais o relacionamento das duas e é nesse momento que vemos o quão grande é a conexão que existe entre elas. Mais do que amigas elas se tornam cúmplices, e nós, leitores, esperamos que essa viajem nunca termine. Os sentimentos demonstrados, principalmente por Therese, são tão fortes que nos recordam ao nosso primeiro amor, carregado de insegurança e inocência. Infelizmente, Harge se utiliza da situação para ganhar vantagem, algo que me revoltou profundamente.

Para não soltar spoilers, posso adiantar que Harge não descansará enquanto não tiver provas do envolvimento das duas, e elas se verão cada vez mais apaixonadas uma pela outra.

A versão cinematográfica têm poucas mudanças. De cenógrafa, Therese se transforma em fotógrafa. Cate Blanchett ficou ótima no papel de Carol, conseguiu transparecer toda a sensualidade e elegância que o papel pede.

Eu achei o final do filme meio vago então fui buscar isso no livro. Falhei totalmente, já que o filme é praticamente uma cópia do livro. Dou quatro estrelas para os dois. O romance em si é muito gostoso e as duas atrizes têm muita química em cena, mas acho que merecia um final mais bem definido.

Para quem tiver curiosidade, aqui está o trailer:

Minha avaliação:

A avaliação de vocês:

 

Obrigada pela companhia, espero a opinião de vocês nos comentários. Até mais ;D

Compare os preços deste livro clicando aqui
Ou veja o preço na loja de sua preferência:
 Cultura Saraiva
Isa
Isa

Especificações Técnicas

Especificações técnicas:

ISBN: 8525433411

ISBN-13: 9788525433411

Idioma: português

Encadernação: Brochura

Edição: 1ª

Ano de Lançamento: 2015

Número de páginas: 312

Editora: L&PM Editores

Fonte: Livraria Cultura 

Pesquisas recentes:

carol filme guarda da rindy, carta de amor do filme carol
Isa

Isa

Superinteressada por história, sonha em utilizar sua futura profissão para melhorar o mundo. Apaixonada por literatura desde a infância, aprendeu com a Coleção Vagalume que o mundo pode ganhar novas cores a partir doslivros que chegam em suas mãos. Acredita também, que a educação e a cultura têm o poder de transformar o mundo.
Isa

Isa

Superinteressada por história, sonha em utilizar sua futura profissão para melhorar o mundo. Apaixonada por literatura desde a infância, aprendeu com a Coleção Vagalume que o mundo pode ganhar novas cores a partir dos livros que chegam em suas mãos. Acredita também, que a educação e a cultura têm o poder de transformar o mundo.

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!