Suicidas

Resenha Suicidas Raphael Montes Livro CapaOi, pessoal! Tudo bem? Vim falar (finalmente) para vocês sobre o livro Suicidas, do autor Raphael Montes. Eu amo demais os livros desse autor! Não sei se vocês já leram os outros livros dele, mas se não leram, ficam aqui já minhas sugestões: Dias Perfeitos e O Vilarejo. Então vamos conhecer a história de Suicidas!

Indo direto ao ponto: qual é a história de Suicidas? Simples. Nove jovens se juntam em uma casa com um objetivo em comum: o suicídio. Mais especificamente, eles se juntam para jogar um “jogo” chamado Roleta Russa. O que é Roleta Russa? O jogo consiste em inserir aleatoriamente uma bala na câmara do revólver, girar o tambor e fechá-lo. As outras câmaras permanecem vazias, assim, ao girar o tambor, não se sabe quando que o tiro será mortal. Forma-se uma roda e cada participante do jogo deve apontar a arma para a cabeça e dispará-la. Caso o tiro não seja mortal, passa-se o revólver ao participante seguinte. Ao fim da rodada, que resulta na morte de um dos participantes, coloca-se novamente uma bala aleatoriamente na câmara do revólver e o processo se repete até que não sobre mais ninguém. Forte, eu sei. Mas vamos entender melhor a história.

A gente acompanha a história em 3 tempos diferentes, são três histórias que formam uma só. Para eu poder explicar melhor, vamos chamar da seguinte forma: tem a História Pré Roleta Russa, a História da Roleta Russa e a História Pós Roleta Russa. Mas nós acompanhamos as três intercaladas, complementando-se, como se fossem peças de um quebra-cabeças que temos que ir montando ao longo do livro.

A História Pré Roleta Russa é um caderno, como se fosse um tipo de diário, de um personagem chamado Alessandro. Ele fazia anotações de seu dia a dia nesse caderno, escrevia as conversas que tinha com seus amigos e os acontecimentos, tudo muito detalhadamente. Apesar de cursar a faculdade de Direito, Alessandro gostaria de ser escritor, gostaria de lançar um livro, e escrever assim já tinha se tornado um hábito. Após a Roleta Russa, esse caderno/diário foi encontrado pelos policiais e passou a fazer parte da investigação.

Falando da investigação, vamos para o momento da História Pós Roleta Russa. Essa história se passa um ano após a tragédia. As mães de todos os participantes da Roleta Russa foram reunidas em uma sala para uma conversa “informal” com a Delegada Diana. A Delegada diz que possui novas informações sobre a investigação e essa reunião poderia ajudar a solucionar o que realmente aconteceu naquela casa onde os jovens jogaram o jogo mortal. A novidade na investigação é um novo caderno de Alessandro que foi encontrado.

E aí a gente vai para a História da Roleta Russa. Um caderno foi encontrado no local onde aconteceu a Roleta Russa. Neste caderno são narrados todos os acontecimentos do jogo, com todas as conversas e tudo o que foi feito. Esse caderno foi escrito por Alessandro. Como surgiu esse caderno ou a ideia de escrevê-lo?Alessandro percebeu que a maioria das pessoas se interessa muito por tragédias. Por exemplo, se um avião cai, vemos na televisão diversas reportagens sobre o avião que caiu, reportagens sobre aviões que já caíram e assim vai durante muito tempo, gerando audiência. Alessandro já havia escrito um livro que editoras não quiseram publicar (o nome desse livro me fez pirar), então, já que aconteceria a Roleta Russa, ele pensou “se tragédia é o que chama atenção, vou escrever sobre uma tragédia real e, dessa forma, ficarei conhecido”. Ele decide se matar pela sua fama, pelo sucesso de seu livro, que contaria precisamente a história de nove jovens que decidiram se matar em uma casa jogando Roleta Russa.

Como eu disse, essas histórias se intercalam e se complementam. Histórias sobre o que aconteceu antes da Roleta Russa nos fornecem informações que nos levam a entender o que estava acontecendo durante o jogo e o que está acontecendo no presente, durante a reunião com a delegada. Ao mesmo tempo as três histórias fornecem pontos importantes umas para as outras e vamos aos poucos formando nossas teorias. As histórias são fios que vão se entrelaçando para formar, o que eu considero, uma tapeçaria que dá vontade de pendurar na parede do quarto, em um lugar que todos que entrarem lá possam ver, porque o resultado final é simplesmente magnífico! É de deixar de queixo caído.

Eu não quero falar muito sobre a história para não dar spoiler (se bem que já escrevi bastante). Descobriremos o porquê esses jovens quiseram participar da Roleta Russa, como surgiu a ideia do jogo, os segredos que eles guardavam (não só eles…) e, o mais importante, descobriremos o que realmente aconteceu naquela casa, descobriremos como tudo resultou naquela cena chocante onde os nove corpos foram encontrados de uma maneira, até então, inexplicável.

Posso dizer que por alguns momentos achei que o Raphael estava sendo muito previsível. Mas como sempre, ele me surpreendeu. Senti que ele fez comigo exatamente o que ele queria fazer com os leitores. Como se ele soubesse o que os leitores pensariam, a que conclusões chegariam para logo em seguida dar um tapa na cara de todo mundo que achou que estava sacando seu livro. Esse é o primeiro livro de Raphael, mas já é possível perceber que seu sucesso estava só começando e já pudemos prestigiar um bom pedaço do talento desse autor que, como eu sempre digo, tenho orgulho de dizer que é um autor brasileiro. 1000 estrelas para este livro!

Minha avaliação:

A avaliação de vocês:

 

Desculpe-me pelo texto enorme, gente. Mas sempre que escrevo sobre algo que gosto, acaba ficando assim mesmo. E eu AMO os livros do Raphael Montes, sério mesmo. Não é à toa que ele está sendo traduzido para diversos idiomas e sendo publicado no exterior por editoras poderosas, como a gigantesca Penguin.

Finalizo o texto de hoje por aqui. Agradeço imensamente a atenção de vocês e aguardo seus comentários sobre o que acharam do livro ou da resenha. Um grande abraço e até o próximo post!

Compare os preços deste livro clicando aqui
Ou veja o preço na loja de sua preferência:
 Cultura Saraiva Submarino 
JP
JP

Especificações Técnicas

Especificações técnicas:

ISBN: 8580578582

ISBN-13: 9788580578584

Idioma: português

Encadernação: Capa dura

Edição: 1ª

Ano de Lançamento: 2015

Número de páginas: 48

Editora: Intrínseca

Fonte: Livraria Cultura 

JP

JP

Fascinado pelo Mundo de Magia e Bruxaria criado por J.K. Rowling e louco pelos romances policiais de Harlan Coben, JP está realizando seu sonho de criar sua própria biblioteca em casa e agora sonha em publicar um de seus vários projetos já iniciados. É apaixonado por livros e deseja passar essa paixão adiante, tocando as pessoas com sinceridade, diversão e cultura.
JP

Últimos posts por JP (exibir todos)

JP

Fascinado pelo Mundo de Magia e Bruxaria criado por J.K. Rowling e louco pelos romances policiais de Harlan Coben, JP está realizando seu sonho de criar sua própria biblioteca em casa e agora sonha em publicar um de seus vários projetos já iniciados. É apaixonado por livros e deseja passar essa paixão adiante, tocando as pessoas com sinceridade, diversão e cultura.

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!