Boas-Vindas, Bebê – Volume 1 e um pouco sobre o puerpério

Olá, pessoal, tudo joia? Hoje venho com um livro diferente de tudo o que já resenhei para vocês. Ele é considerado um livro de autoajuda, mas no meu caso foi mais do que isso, ele literalmente me salvou. Para quem não sabe, em janeiro dei a luz ao meu primeiro filho, o Antônio. A partir daí naveguei numa nova vida, foi como nascer de novo de verdade. E este livro foi uma grande ajuda nessa nova aventura.

Quando eu estava grávida li muitos artigos sobre como seria o pós parto, o famoso período do puerpério. Mas quando o Antônio nasceu, eu reparei que todo o conteúdo que eu tinha acessado não havia mostrado a real dimensão daquela etapa inicial na relação mãe e filho. Eu sabia que seria difícil, já que nesse período há uma queda na taxa de hormônios, o que provoca uma série de oscilações psicológicas. Logo quando saí da sala de cirurgia eu já me sentia estranha, a barriga que eu cultivei durante nove meses havia quase sumido e eu me vi com um bebê nos braços. Sim, mesmo grávida a ficha só caiu quando a obstetra me entregou o Antônio. Enquanto eu fiquei no hospital tinha o auxílio das enfermeiras e dos acompanhantes. Mas quando cheguei em casa a situação mudou muito. Mesmo com a minha mãe me ajudando eu não sabia o que fazer quando via o Antônio chorar. Ele estava com fome? Com cólica? Estava incomodado com alguma coisa? Em resumo, eu não fazia a mínima ideia do motivo de tanto choro.

Isso se estendeu por dias e se acumulou com os vários pitacos que eu recebia. Eu sei que as pessoas têm boa intenção, mas cada coisa que eu ouvia me deixava mais confusa. Toda hora eu me perguntava: Será que estou fazendo tudo certo? Se na gravidez eu chorava só de ver uma flor no chão, no puerpério isso se agravou. Quase todos os dias, principalmente durante a primeira semana, eu me pegava chorando. Eu tentava falar com o Antônio, mas como ele não se expressava por ser tão pequenino, parecia que eu estava falando com as paredes. E as crises de cólica?! Eu entrava em desespero só de ver o meu filho sofrendo tanto.

É nesse momento caótico que o livro da Dra. Ana Escobar, umas das principais pediatras do país e consultoras do programa Bem Estar, me salvou. Nela eu vi que tudo o que estava fazendo, ou quase tudo, estava correto. Ela nos dá um apanhado geral dos três primeiros meses, desde como identificar um simples sinal desconhecido no corpo do bebê até as brincadeiras que podem ser feitas nessa idade para que seu filho se desenvolva de forma saudável. E o que eu achei mais incrível é que mesmo com tantas dicas ela nos mostra que o fundamental é seguir a nossa intuição. Afinal, a relação entre mãe e filho só pode ser construída com confiança. Depois que entendi isso as coisas melhoraram muito, e quando vi meu filho sorrir pela primeira vez para mim foi como se tudo o que eu tinha passado tivesse sumido. Eu me senti plena e consegui enxergar o quanto essa relação é importante.

Sei que meu depoimento não foi o dos mais animadores. Mas esse momento é único para cada mãe, mesmo com as dificuldades e a oscilação hormonal é fundamental pensar que tudo uma hora passa, e quando você menos esperar o seu filho estará sorrindo e brincando com você. Este livro me ajudou muito, e acredito que ajudará as outras mamães de primeira viagem. Gostaria de ver nos comentários a opinião de vocês e no que este livros as ajudou.

Muito obrigada pela companhia.

Boa leitura! ;D

Compare os preços deste livro clicando aqui
Ou veja o preço na sua loja de preferência

   

Especificações Técnicas

Especificações técnicas:

ISBN: 8525058173

ISBN-13: 9788525058171

Idioma: português

Encadernação: Brochura

Edição: 1

Ano de Lançamento: 2014

Número de páginas: 206

Editora: Globo

Fonte: Livraria Cultura

Isa

Isa

Superinteressada por história, sonha em utilizar sua futura profissão para melhorar o mundo. Apaixonada por literatura desde a infância, aprendeu com a Coleção Vagalume que o mundo pode ganhar novas cores a partir doslivros que chegam em suas mãos. Acredita também, que a educação e a cultura têm o poder de transformar o mundo.
Isa

Isa

Superinteressada por história, sonha em utilizar sua futura profissão para melhorar o mundo. Apaixonada por literatura desde a infância, aprendeu com a Coleção Vagalume que o mundo pode ganhar novas cores a partir dos livros que chegam em suas mãos. Acredita também, que a educação e a cultura têm o poder de transformar o mundo.

E aí? Gostou? Comente aqui o que você achou!